Domingo, 23 de Junho de 2024 07:13
88981351822
Segurança Pública Crime investigado

Suspeita de matar namorado envenenado com brigadeirão mantinha dois relacionamentos, segundo a polícia

Homem apontado como segundo namorado de Júlia Pimenta prestou depoimento nesta segunda-feira (3).

04/06/2024 09h12 Atualizada há 2 semanas
Por: Thales Menezes Fonte: CNN BRASIL
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O homem apontado como o segundo namorado de Júlia Andrade Cathermol Pimenta, de 29 anos, principal suspeita na morte do empresário Luiz Marcelo Ormond, de 44 anos, prestou um longo depoimento na tarde desta segunda-feira (3) na Delegacia do Engenho Novo (25• DP), na zona norte do Rio.

Por cerca de duas horas, ele contou aos policiais detalhes do relacionamento que mantinha com a psicóloga. Segundo o homem, os dois namoravam há cerca de dois anos e ele só soube pela televisão que Júlia Pimenta tinha um outro namorado e estaria envolvida na morte dele.

O homem não quis falar com os jornalistas. Ele chegou à delegacia acompanhado do pai, que atuaria como advogado criminalista.

Continua após a publicidade

De acordo com a polícia civil, não há indícios, até o momento, da participação do homem no crime.

Nesta segunda-feira (3), foram ouvidas também outras quatro pessoas na Delegacia do Engenho Novo. O ex-marido da cigana Suyane Breshak, que está presa suspeita de envolvimento no caso, duas funcionárias da farmácia onde Júlia teria comprado os comprimidos do analgésico colocados dentro do brigadeirão consumido pelo empresário Luiz Marcelo e um homem apontado como o ex-namorado da cigana.

Os depoimentos, de acordo com os policiais, são importantes para entender como foi a preparação para o crime.

Continua após a publicidade

O corpo do empresário Luiz Marcelo Antônio Ormond, de 44 anos, foi encontrado no dia 20 de maio dentro do apartamento onde ele morava, em avançado estado de decomposição.

Júlia Pimenta, suspeita de matar o empresário envenenado, está foragida e buscas pela mulher foram intensificadas.

De acordo com as investigações, o crime teria ocorrido por motivação econômica.

Continua após a publicidade
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias