Segunda, 15 de Julho de 2024 11:03
88981351822
Segurança Pública Segurança Pública

Mandante da chacina em Viçosa do Ceará é preso no Mato Grosso do Sul

Outro suspeito de participação na matança foi capturado no Pará. Oito pessoas morreram após serem baleadas na praça do município do Interior do Ceará.

27/06/2024 18h39 Atualizada há 6 dias
Por: Thales Menezes Fonte: DIÁRIO DO NORDESTE
Foto: Reprodução / Redes Sociais
Foto: Reprodução / Redes Sociais

O mandante da chacina em Viçosa do Ceará foi preso na tarde desta quinta-feira (27), no Mato Grosso do Sul. O homem, de identidade ainda não revelada, estava em um veículo modelo Honda Fit e foi abordado na cidade de Jaraguari, km 530, da BR-163.

O suspeito tem 41 anos e tentava fugir para a Bolívia quando foi capturado. Conforme a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ele possui passagens por tráfico de drogas, roubo, furto de veículo e posse e porte ilegal de arma de fogo. 

A reportagem apurou que a captura aconteceu por meio de uma ação conjunta entre a Polícia Civil do Ceará (PCCE), da Secretaria de Segurança Pública do Ceará (SSPDS), a Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (FICCO-CE) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) do Mato Grosso do Sul.

Continua após a publicidade

No momento da abordagem, ele apresentou um documento falso. O homem foi conduzido para uma unidade policial, no MS, para ser ouvido e autuado por uso de documento falso.

PRISÃO NO PARÁ

Também nesta quinta-feira (27), foi preso outro suspeito de participar do massacre que deixou oito mortos, no ataque em praça pública, na última quinta-feira (20).

Continua após a publicidade

"Após um trabalho de investigação e inteligência de equipes da Delegacia Municipal de Viçosa do Ceará e do Departamento de Polícia Judiciária do Interior Norte (DPJI-Norte), o primeiro a ser capturado foi um homem, de 27 anos, com passagens por tráfico e associação para o tráfico, roubo, receptação, associação criminosa, crime ambiental e resistência. Ele foi preso por policiais civis cearenses, na cidade de Castanhal, no Pará".

SSPDS

Um terceiro suspeito pela chacina já tinha sido preso no Piauí. Eles seguem à disposição da Justiça.

Continua após a publicidade

Um rompimento com um grupo armado e uma dívida de drogas e de armamentos teriam motivado o massacre em praça pública.

As informações apontam que a facção paulista Primeiro Comando da Capital (PCC) estaria por trás do ataque. O alvo da ação seria Ana Caroline de Sousa Rocha, de 23 anos, que recentemente teria se vinculado ao Comando Vermelho (CV).

'Carol' estaria no comando do tráfico de drogas de um bairro do município. A investigação, ainda no início, indica que "ela foi o pivô da situação" e que estaria devendo quatro armas e drogas.

VÍTIMAS FORAM ENFILEIRADAS ANTES DE SEREM MORTAS

Conforme vídeo de câmeras de segurança instaladas no entorno da praça, as vítimas estavam em um bar, ao lado da praça, quando os suspeitos chegaram de carro e de motocicletas no local.

Os atiradores teriam retirado as vítimas do bar e colocado o grupo enfileirado na praça. Em seguida, os suspeitos dispararam contra nove pessoas.

O secretário da Segurança Pública do Ceará, Roberto Sá, foi até a cidade de Viçosa no dia do ataque para acompanhar de perto as diligências do caso. Em coletiva à imprensa, ele reiterou que "a linha é de envolvimento com o tráfico de drogas, sem dúvida".

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias