Segunda, 15 de Julho de 2024 12:25
88981351822
Brasil Investigação

Ex-diretores das Americanas são procurados pela PF em operação contra fraude de R$ 25 bilhões

Justiça Federal determinou o sequestro de bens e valores destes ex-diretores que somam mais de meio bilhão de reais.

27/06/2024 09h28 Atualizada há 6 dias
Por: Thales Menezes Fonte: ITATIAIA
Foto: Reprodução / Agência Brasil
Foto: Reprodução / Agência Brasil

A Polícia Federal e o Ministério Público Federal realizam na manhã desta quinta-feira (27), uma operação contra ex-diretores da empresa Americanas. O grupo investigado, segundo a polícia, é responsável pela maior fraude da história do mercado financeiro do Brasil, estimada em cerca de 25,3 bilhões de reais.

Cerca de 80 policiais federais estão nas ruas do Rio de Janeiro para cumprir dois mandados de prisão preventiva e 15 mandados de busca e apreensão nas residências dos ex-diretores das Americanas. Os agentes percorrem endereços das zonas sul e oeste.

Além disso, a Justiça Federal determinou o sequestro de bens e valores destes ex-diretores que somam mais de meio bilhão de reais.

Continua após a publicidade

A investigação começou ano passado e teve a colaboração da atual Diretoria da empresa Americanas. Os investigadores descobriram que os ex-diretores da empresa fraudaram resultados financeiros do grupo com falsificação de documentos que eram usados para simular um aumento de caixa na empresa e gerar aumento no valor das ações do grupo americanas no mercado.

As investigações apontaram ainda que os envolvidos no esquema tiveram lucros milionários ao vender essas ações na bolsa dias antes da divulgação da fraude no mercado ocorrida ano passado.

Os acusados, segundo a polícia, praticaram vários crimes como manipulação de mercado, uso de Informação Privilegiada, Associação Criminosa e Lavagem de Dinheiro. Caso sejam condenados, os envolvidos poderão cumprir pena de até 26 anos de reclusão.

Continua após a publicidade
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias