Segunda, 15 de Julho de 2024 11:16
88981351822
Segurança Pública Viçosa do Ceará

Número de mortos em chacina da praça de Viçosa do Ceará chega a oito

Adrian Mateus Brito dos Santos, de 23 anos, perdeu parte do baço e teve o intestino perfurado pelos tiros.

22/06/2024 12h35 Atualizada há 3 semanas
Por: Thales Menezes Fonte: G1/CE
Número de mortos em chacina da praça de Viçosa do Ceará chega a oito

O jovem Adrian Mateus Brito dos Santos, de 23 anos, que estava internado em estado grave após ser baleado na praça de Viçosa do Ceará, morreu na noite desta sexta-feira (21). Com a morte, subiu para oito o número de vítimas da chacina no interior do Ceará.

Adrian havia passado por uma cirurgia e estava aguardando uma vaga na UTI do Hospital e Maternidade Madalena Nunes, em Tianguá. Devido aos tiros, ele perdeu parte o baço e estava com o intestino perfurado.

Segundo familiares, o jovem teve complicações após a cirurgia e não resistiu. Ele trabalhava em uma pizzaria e foi à praça logo depois do serviço.

Continua após a publicidade

O ataque a tiros ocorreu na madrugada de quinta-feira (20). Ao todo, nove pessoas foram baleadas, destas, sete morreram no local, Adrian morreu no hospital e uma mulher, identificada apenas como Amância, está internada em estado grave.

Relembre os fatos

Todas as vítimas foram baleadas durante a madrugada na Praça Clóvis Beviláqua, no Centro da cidade de Viçosa do Ceará. O município fica no norte do estado, na divisa com o Piauí.

Continua após a publicidade

O secretário da Segurança Pública do Ceará, Roberto Sá, disse que é “prematuro” afirmar a motivação das mortes. No entanto, ele não descartou que a chacina esteja envolvida com o tráfico de drogas na região.

Três pessoas foram detidas em flagrante, ainda na quinta-feira, por envolvimento com o tráfico de drogas na região. Elas foram ouvidas como parte do trabalho investigativo da chacina, mas o secretário Roberto Sá disse que ainda não é possível confirmar o envolvimento dos três detidos nas mortes.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias